Um novo estudo está desafiando décadas de conhecimento médico quando se trata de cirurgias cardíacas. A pesquisa está revelando que operações perigosas como desbloqueos de artérias podem ser injustificadas, pois podem não contribuir para diminuir o risco de ataques cardíacos.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Terapia medicamentosa suficiente

A terapia medicamentosa por si só parece ser suficiente, pois as pessoas que tiveram as cirurgias não eram menos propensas a ataques cardíacos do que aquelas que não fizeram. O estudo que avaliou mais de 5.000 pessoas constatou que as cirurgias eram mais úteis para quem sofre de dor no peito ou angina.

“Este é um estudo extraordinariamente importante”, disse Glenn Levine, diretor de atendimento cardíaco da Baylor College of Medicine, em Houston, ao The New York Times.

Este não é o primeiro estudo a indicar que stents e desvios são usados em excesso, mas pesquisas anteriores foram consideradas inconclusivas e com falhas. O novo estudo, no entanto, chamado Isquemia, pretendia resolver o assunto.

Ele acompanhou os pacientes por uma mediana de três anos e meio e foi o primeiro a considerar os esquemas de drogas atuais.

Dr. Judith Hochman, reitor associado sênior de ciências clínicas da N.Y.U. Langone Health e presidente do estudo, disse ao New York Times que “esperava que aqueles com dores no peito e bloqueios mais severos se beneficiassem de stents ou desvios”. Mas “não havia sugestão de que nenhum subgrupo se beneficiasse”, acrescentou.

Terapia médica

Os resultados da Isquemia estão alinhados com a compreensão atual das doenças cardíacas, que constatam que a terapia médica trata todo o sistema arterial, enquanto os stents e os desvios visam apenas áreas obviamente estreitas.

“Você não precisa correr para o laboratório de cateterismo porque, você terá um ataque cardíaco em breve ou morrerá morto”, disse o Dr. David Maron, diretor de cardiologia preventiva da Universidade de Stanford, e co-presidente do estudo. “Se você não teve angina no último mês, não há benefício para uma estratégia invasiva”.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.