Uma entidade australiana chamada Commonwealth Scientific and Industrial Research Organization – CSIRO (“Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Commonwealth”) desenvolveu um algoritmo que detecta a formação de novos vasos sanguíneos, que sabidamente precede o crescimento de cânceres.

O estudo foi realizado em ratos. Os pesquisadores da Data61 da CSIRO juntaram forças com pesquisadores do Instituto Xangai de Física Aplicada da Academia Chinesa de Ciências e analisaram imagens do cérebro e do fígado de ratos nos diferentes estágios do crescimento de um câncer. Juntos, os membros da equipe examinaram imagens em 3D de micro-CT de 26 ratos, produzidas pela Shanghai Synchrotron Radiation Facility (SSRF).

Essas imagens ajudaram os pesquisadores a desenvolver o algoritmo que descreve a formação de novos vasos sanguíneos. Os cientistas esperam que a detecção precoce do crescimento de vasos sanguíneos ajude no diagnóstico mais rápido do crescimento de tumores malignos, fator-chave para o sucesso do tratamento e sobrevivência de pacientes.

“No passado, as pessoas eram capazes apenas de ter uma ideia aproximada, mas com a nova tecnologia, somos capazes de ver a microvasculatura, composta por estruturas muito tênues”, disse Wang Dadong, pesquisador-chefe do projeto. Embora a pesquisa marque um passo significativo em direção à detecção do câncer, o raio do síncrotron, usado na produção de imagens, gera níveis de radiação que não são seguros para humanos. “Mas temos muita esperança, e estamos atualmente à procura de colaboradores e parceiros para levar a tecnologia um passo adiante”, disse Wang.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.