A privatização dos Correios no Brasil deve mesmo ocorrer no próximo ano, 2021, e são muitas as companhias interessadas em adquirir o serviço postal que atualmente pertence ao Estado.

Segundo o site Coluna Esplanada, são atualmente duas interessadas na negociação: a chinesa Alibaba, dona do Aliexpress, e a companhia argentina Mercado Livre, pioneira do comércio eletrônico na América Latina.

A privatização dos Correios é sugerida pelo governo desde o primeiro semestre de 2019, mas ainda não teve o processo de venda formalizado. A norte-americana Amazon também já foi listada com uma das companhias interessadas, mas não foi citada no artigo da Coluna Esplanada. Por enquanto, não há um prazo definido para a privatização, mas ela estaria próxima e inclusive gerando disputas nos bastidores.

As companhias citadas na matéria ainda não se pronunciaram sobre caso.

Quando o assunto é Alibaba, são anos de parceria com os Correios para envio de encomendas internacionais. A oferta pode ser vinculada “com um grande parceiro brasileiro” ainda não divulgado. O Mercado Livre atua no Brasil desde 1999, também já estabeleceu diversas alianças com a estatal e possui sistemas próprios de distribuição e também de entrega.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! 🙂

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.