A Receita Federal de Poços de Caldas, no Sul de Minas doou 21 mil litros de bebida alcoólica para o Instituto Federal Sul de Minas. Todo o material doado foi apreendido em operações de combate ao contrabando e desvio de mercadorias. Estima-se que com esse volume da apreensão, 6 mil litros de álcool gel possam ser produzidos e doados à população.

“Estamos satisfeitos em saber que, a partir dessa parceria com o IF, poderemos colaborar com a comunidade na doação de um dos produtos mais necessários na luta contra o Coronavírus. Já falta álcool gel nos supermercados e farmácias da região e esperamos que em breve esse projeto possa suprir, ao menos uma parte que está em falta”, afirmou o delegado da Receita Federal de Poços de Caldas.

Na foto, divulgada pelo IF, é possível ver os galões com as bebidas sendo descarregadas no local que será realizado o processamento. Toda a atividade de transformação das bebidas em álcool gel será feita nos laboratórios do IF Sul de Minas, que deu início às operações na quinta-feira dia, dia 19 de março.

Em nota o Instituto Federal divulgou como funciona essa atividade: “primeiramente, a bebida é colocada em uma máquina retificadora, que corrige a concentração de álcool no líquido, até chegar aos 70 por cento. Depois, começa a segunda fase do processo: a gelificação. O álcool etílico hidratado a 70 por cento é levado para um laboratório, onde passa por homogeneização, adicionamento de reagentes e controle de acidez, que o irá espessar, dando-lhe textura de gel. Depois de pronto, o produto é envasado e finalmente distribuído”.

O rendimento do processo são considerados ótimos pelo engenheiro químico responsável. “Em poucas horas, o transformamos em gel, no laboratório, e o procedimento, neste caso, não interfere no rendimento, ou seja, um litro de álcool líquido resulta na mesma quantidade dele em gel”, informou Rodrigues.

De acordo com o reitor do IF Sul de Minas, professor Marcelo Bregagnoli, um dos articuladores da ação, a produção do antisséptico será voltada para as nove unidades da instituição, Receita Federal de Poços de Caldas e entidades beneficentes cadastradas junto ao IF e outras, que se mostrarem interessadas. “O papel do Instituto vai além de oferecer um ensino de qualidade. Nós temos o dever de devolver à sociedade todo o investimento público direcionado à instituição. Para isso, usamos nossa estrutura e profissionais em projetos e iniciativas como a de agora. Somos sensíveis ao que a população está passando e queremos contribuir sempre de alguma forma. Se o álcool gel está em falta no mercado, ou se está caro, vamos buscar parcerias para fabricá-lo e doá-lo”, enfatizou o reitor.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.