O banco Itaú estaria cobrando taxas para transferências na modalidade Pix de pessoas jurídicas. As taxas podem chegar a R$ 9,60.

De acordo com a Tabela Geral de Tarifas – Empresas, a prática está vigente desde o dia 01/02/2021 e os dados das taxas do Pix podem ser encontrados na sexta página.

Na tabela, é mencionado os valores mínimos e máximos, R$ 1,75 e R$ 9,60, respectivamente.

Vale dizer que o Pix em si, como o Banco Central estabelece, pode cobrar tarifas de Pessoas Jurídicas.

O Pix é gratuito desde que sejam feitas transações bancárias realizadas por pessoas físicas, entretanto, quando se trata de pessoas jurídicas é passível de cobrança de taxa de serviço.

A taxa é considerada menor que nas outras modalidades, o motivo disso é porque o custo para os bancos que operam o PIX é baixo. O Banco Central cobra R$ 0,01 a cada dez transferências realizadas.

A cobrança das taxas em Pix pode ou não ocorrer, segundo a estratégia que cada instituição bancária possa realizar.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! 🙂

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.