Os Estados Unidos da América deu a aprovação formal na quinta-feira ao plano da SpaceX para construir uma rede global de internet com recurso a satélites.

Basicamente, podemos dizer que se trata de internet no espaço. “Esta é a primeira aprovação de uma constelação de satélites licenciados pelos Estados Unidos para fornecer banda larga com recurso a uma nova geração de tecnologias de satélite de órbita baixa”, referiu a Comissão Federal de Comunicações num comunicado oficial. Em termos mais técnicos, a autorização inclui frequência Ka (20/30 GHz) e Ku (11/14GHz). O sistema proposto pela SpaceX incluirá 4,425 satélites.

O objetivo da SpaceX é criar um “sistema global de comunicações” que a empresa compara a “reconstruir a internet no espaço”. A ideia é que este sistema fornecerá uma internet mais rápida que a tradicional e chegará a locais que os atuais sistemas simplesmente não conseguem chegar.

“Este é um passo importante para a SpaceX na construção de uma rede de satélites da próxima geração que consiga ligar o globo através de banda larga de uma forma confiável e acessível, especialmente ao conseguir chegar aqueles que ainda não estão conectados,” referiu o chefe de operações da SpaceX, Gwynne Shotwell, citado pela Reuters.

A SpaceX não deverá ser a única empresa no futuro próximo a construir um sistema deste tipo. A oneWeb, a Space Norway e a Telesat também conseguiram autorizações para chegar ao mercado americano através de tecnologia de satélite.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários