Acelerômetros em smartphones permitem alguns dos recursos mais importantes que tendemos a tomar como garantidos hoje. Eles são constituídos por sensores,  incluindo estruturas microscópicas de cristal que ficam estressadas devido a forças aceleradoras – isso permite determinar velocidade e direção.

A tecnologia permite que a câmera do seu smartphone seja alterada de horizontal para vertical simplesmente movendo o telefone. Ele também permite que os aplicativos de mapa calculem a velocidade em que você está se movendo e outros recursos baseados em movimento.

Agora, a última etapa da inovação em nanotecnologia é um pequeno acelerador feito com grafeno – o material, com apenas alguns átomos de espessura, também está sendo usado para criar filtros de água para a água do mar.

Criado por uma equipe de pesquisa internacional envolvendo o KTH Royal Institute of Technology, a Universidade RWTH Aachen e o Instituto de Pesquisa AMO GmbH, Aachen, o novo acelerômetro pode ser usado em sistemas de monitoramento de doenças cardiovasculares e em tecnologias de captura de movimento portáteis e ultrassensíveis.

Xuge Fan, pesquisador do Departamento de Micro e Nanossistemas da KTH, explica que o grafeno e suas propriedades únicas ajudaram a ele e sua equipe a criar esses acelerômetros ultra pequenos.

“Com base nas pesquisas e comparações que fizemos, podemos dizer que este é o menor acelerômetro eletromecânico relatado no mundo”, Fan comentou em um comunicado à imprensa.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.