(Imagem: Universidade de Manchester)

Pesquisadores da Nova Zelândia restauraram a primeira gravação de música gerada por um computador. A música estava na máquina gigantesca criada em 1951 pelo gênio britânico Alan Turing.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Os cientistas da Universidade de Canterbury, em Christchurch indicaram que esta descoberta torna Turing – mais conhecido por pai das ciências da computação, precursor da inteligência artificial e por decifrar o código Enigma usado pelos nazis na II Guerra Mundial – um inovador musical. “O trabalho pioneiro de Alan Turing no final de 1940 em transformar o computador em um instrumento musical tem sido largamente ignorada”, eles disseram.

A gravação foi feita há 65 anos no Laboratório de máquina de computação em Manchester. A máquina, que preencheu boa parte do piso térreo do laboratório, foi usado para gerar três melodias; “Deus Salve o Rei”, “Baa Baa Black Sheep” e “In the Mood”.

Mas quando o professor Jack Copeland e o compositor Jason Longo examinaram o disco de acetato de 12 polegadas (30,5 centímetros), contendo a música, descobriram que o áudio foi distorcido.

“As frequências na gravação não eram precisas. A gravação deu na melhor das hipóteses uma impressão aproximada de como soava o computador”, disseram eles.

Eles ajustaram a velocidade do áudio, compensando uma “oscilação” na gravação filtrando ruídos estranhos. “Foi um belo momento em que ouvi pela primeira vez o verdadeiro som do computador de Turing”, Copeland e Long disseram em um post no site da Biblioteca Britânica.

A gravação de dois minutos pode ser ouvida aqui.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here