O trem-bala Maglev usa magnetismo e por tal tecnologia não encosta nos trilhos e será mais rápido. A expectativa é grande para seu lançamento em 2027 para Tokyo e Nagoya e posteriormente em 2037 em Osaka, todas as cidades estão localizadas no Japão.

O sistema de trem-bala no Japão é conhecido como shinkansen e revolucionou a forma como os japoneses viajavam entre cidades a partir desde a década de 60.

Atualmente o mais rápido atinge 285 km por hora e uma rede de 2.765 km cobertos pelos trens-balas. Na rede é usada tecnologia de ponta, aerodinâmica e trens com autonomia de controle eletrônica.

O trem Maglev é diferente, pois usa um sistema eletrodinâmico chamado EDS. Em vez de trilhos de metal, ele usa supercondutores magnéticos e (com a velocidade certa a partir de 120 km) faz o trem flutuar cerca de 10 centímetros acima dos trilhos.

Sem a fricção eles viajam mais rápido e reduzirá pela metade o tempo de chegada. Além disso, requer menos manutenção, assim como proporcionará uma viagem mais confortável e segura.

Ele ainda está sendo testado na linha Chuo. Em um demonstrativo de 2015, quebrou recorde de velocidade ao atingir 603 km/h. Quando tudo estiver pronto, a média será de 505 km/h.

Eficiente, rápido, emite menos carbono e consome menos energia. Será uma opção competitiva às viagens de avião?