O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, planeja integrar WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram em um sistema, segundo o The New York Times, citando quatro fontes na empresa.

Segundo as fontes, os três serviços continuarão funcionando como aplicativos separados, mas seu sistema básico de mensagens será unificado.

Espera-se que isso permita que Zuckerberg controle melhor os volumosos departamentos do Facebook e aumente sua funcionalidade, além de concentrar bilhões de usuários em um ecossistema, disseram eles.

Portanto, a integração permitirá que os usuários do Facebook enviem mensagens criptografadas para alguém que, por exemplo, tenha apenas uma conta no WhatsApp.

Eles comunicaram que as mensagens serão protegidas pela criptografia extrema que garantirá a privacidade dos usuários.

Em abril passado, Zuckerberg testemunhou perante o Congresso dos Estados Unidos sobre o quadro em que a empresa Cambridge Analytica acessou ​​dados de milhões de usuários de rede social e supostamente os dados foram usados para influenciar o resultado das eleições nos Estados Unidos em 2016 e ao Referendo no Brexit.

Em maio, ele compareceu perante o Parlamento Europeu para responder a perguntas sobre o uso de dados privados por milhões de usuários do Facebook na União Européia.

O Facebook reconheceu que as informações pessoais de pelo menos 87 milhões de usuários da rede social foram compiladas pela Cambridge Analytica, uma empresa que estava trabalhando para várias campanhas políticas.

A empresa reuniu informações de contas de mídia social para desenvolver um mecanismo para prever e influenciar o comportamento dos eleitores.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.