Pesquisadores chineses descobriram que o dióxido de carbono pode ser armazenado em sedimentos nas profundezas do mar de forma estável e segura.

O estudo publicado na revista Science Advances revelou que o efeito de flutuação negativa provocada pela alta densidade do dióxido de carbono líquido, juntamente com a formação de hidratos de dióxido de carbono, pode proporcionar uma barreira eficaz para impedir o fluxo a superfície do dióxido de carbono injetado.

A captura e armazenamento de carbono é considerada uma opção promissora para estabilizar a concentração atmosférica de dióxido de carbono gerada por humanos e mitigar as mudanças climáticas.

O armazenamento de carbono em sedimentos nas profundezas do mar pode tirar proveito da alta pressão e baixa temperatura dos sedimentos profundos, de acordo com o estudo.

“Em comparação com estudos anteriores, a superioridade do nosso estudo é a incorporação da dinâmica de componentes dissolvidos e os seus efeitos correspondentes sobre a reação do hidrato e o fluxo de fluido”, disse o primeiro autor do artigo, Teng Yihua.

“Estamos muito entusiasmados com os resultados porque eles provam que esta opção é viável a longo prazo”, disse Teng.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.