Foi apresentado na Alemanha um protótipo da Volkswagen. Com nome de e-Delivery, o projeto da empresa é produzir um caminhão elétrico na fábrica de Resende, no Rio de Janeiro.

Ano que vem o modelo de pequeno porte para entregas urbanas começará a ser testado no Brasil em serviços de distribuição, e a produção em massa deve começar em 2020.

O e-Delivery é a versão “eco” do Delivery, um VUC (Veículo Urbano de Carga) já fabricado pela empresa. O veículo aguentará transportar cargas de até 9 ou 11 toneladas, vai depender do modelo.

Segundo a empresa a novidade vai inserir “definitivamente a engenharia brasileira na rota global de tecnologia. O e-Delivery representa um marco na história da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Trata-se de uma plataforma totalmente nova, desenvolvida no Brasil, na busca de alternativas de mobilidade nas cidades”.

No mesmo evento em que o e-Delivery foi apresentado o presidente mundial do braço de caminhões da Volkswagen, Andreas Renschler estimou que a participação de caminhões elétricos no mercado de entregas locais deve ultrapassar 5% até 2025.

Além disso, Renschler disse que a divisão da empresa investirá € 1,4 bilhões (R$ 5,2 bilhões) em novas tecnologias, incluindo transmissão elétrica, sistemas autônomos e softwares baseados em nuvem.

Ele ainda ressaltou que uma melhor tecnologia de bateria será a chave para reduzir os custos de operação e tornar os caminhões elétricos mais atraentes. Além dos preços elevados para os sistemas e os desafios de recarga, os dispositivos de bateria são pesados e roubam espaço, reduzindo a capacidade de carga.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.