Você pode ser a pessoa que a NASA e a Agência Espacial Européia (ESA) estão procurando, sabia? Eles vão pagar US$ 19.000 para ficar na cama por seis meses.

Um dos desafios enfrentados pelos astronautas e futuros colonizadores espaciais ou lunares é os efeitos a longo prazo da ausência de peso em coisas como atrofia óssea ou muscular. Como conseqüência de termos desenvolvido nossos sistemas musculares e esqueléticos para combater a gravidade, tirar a gravidade pode levar a todos os tipos de problemas para esses sistemas.

“Para tornar essas missões possíveis, vários riscos para a saúde dos astronautas devem ser minimizados”, disse Jennifer Ngo-Anh , líder da equipe de pesquisa da ESA. “Este estudo nos permite abordar a questão da atrofia muscular causada pela ausência de gravidade, mas também outros estressores, como radiação cósmica, isolamento e restrições espaciais”.

Quando você dorme aos domingos, você pode dizer que está no treinamento

Como a própria ESA aponta, pode parecer o trabalho mais fácil do mundo, mas permanecer na cama por 60 dias é projetado para atrofiar seus ossos e músculos para que eles possam estudar formas de neutralizar esses efeitos.

Então não é tão fácil quanto parece…

Quando terminar o seu período de 60 dias em uma cama especialmente projetada, você também deve passar os próximos 29 dias em “aclimatação e recuperação” para restaurar seu corpo a uma densidade óssea e muscular saudável. A fim de combater a atrofia óssea e muscular causada pela microgravidade na Estação Espacial Internacional, os astronautas são obrigados a se exercitar por mais de duas horas por dia e a fazer uma dieta especificamente projetada para neutralizar esse processo de emaciação.

Para os participantes do estudo, 12 homens e 12 mulheres, eles precisam permanecer no centro de pesquisa durante o estudo, mantidos em camas inclinadas seis graus abaixo da horizontal na cabeceira da cama, e um de seus ombros deve estar tocando o colchão em todos os momentos.

Está disposto a encarar esse desafio? Então entra neste link e saiba mais detalhes sobre.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

 

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.