Crédito Deividi Correa-AgNews

Como parte da estratégia global para garantir que cada xícara gere impacto positivo para o meio ambiente e para sociedade, a Nespresso investe mais de R$ 5 milhões de reais por ano em ações ligadas à reciclagem de cápsulas de alumínio no Brasil. Cada país, onde a Nespresso atua desenvolve sua solução de acordo com a infraestrutura local.

No Brasil, a marca iniciou a reciclagem em 2011, criando um sistema próprio de separação do alumínio e da borra de café. O Centro de Reciclagem Nespresso, fica localizado na região metropolitana de São Paulo, é o grande foco do investimento e recebe atualmente 20% das cápsulas comercializados pela marca. A companhia também investe em delivery verde com entregas de bicicleta nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro para clientes da linha doméstica. Nestas mesmas cidades, carros elétricos possibilitam aos clientes da linha Nespresso Professional reciclarem suas cápsulas.

Por fim, dentro do investimento, estão previstas ações de engajamento com o consumidor com o objetivo de aumentar a taxa efetiva de reciclagem. “A sustentabilidade é uma responsabilidade encadeada e compartilhada. Estamos em uma jornada constante de melhoria de nossos processos para oferecer uma solução de reciclagem para todos nossos consumidores. Nossas ações focam em dar mais transparência ao nosso trabalho e à importância da destinação correta do alumínio, material infinitamente reciclável, e do pó de café, que se transforma em adubo”, comenta Claudia Leite, responsável pela área de Criação de Valor Compartilhado da Nespresso no Brasil. Hoje, mais de 80% dos consumidores tem acesso à reciclagem, por meio de um dos mais de 90 pontos de coleta de cápsulas espalhados pelo Brasil.

Unindo esforços com outros parceiros estratégicos, a Nespresso pretende oferecer uma solução conveniente de reciclagem para 100% dos consumidores até o ano que vem, 2020. “Para avançarmos na reciclagem de cápsulas de café, o engajamento do consumidor é fundamental. Ao escolher uma marca, além do atributo qualidade, é muito importante avaliar se o fabricante oferece alternativas para a reciclagem pós-consumo”, comenta

André Vilhena, diretor executivo do CEMPRE (Compromisso Empresarial para Reciclagem).

Em abril deste ano, a Nespresso e a ABIC – Associação Brasileira das Indústrias de Café – convidaram empresas do setor de café para discutirem sobre possível solução conjunta para reciclagem de cápsulas de alumínio. “O setor tem uma oportunidade de pensar em caminhos conjuntos para a reciclagem. Queremos iniciar um diálogo para encontrar uma solução para a categoria”, completa Claudia.

Os interessados em conhecer o Centro de Reciclagem Nespresso, podem participar de visitas guiadas, se inscrevendo pelo site. Desde a abertura para visitação pública, o local já recebeu mais de mil visitantes. Quem não está em São Paulo, pode acessar o tour virtual.

Confira as imagens abaixo:

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.