A empresa japonesa Mira Robotics apresentou um robô de controle remoto projetado para ajudar nas tarefas domésticas, como lavar roupas, pendurá-las e dobrá-las.

O robô será controlado por um operador treinado. A empresa planeja lançar um serviço comercial baseado em tais robôs em 2020, de acordo com o IEEE Spectrum.

A automação afeta cada vez mais não apenas as empresas, mas também as residências das pessoas comuns. Por exemplo, nos últimos anos, o conceito de casa inteligente se desenvolveu rapidamente, o que significa que muitos elementos da casa estão conectados à rede e podem transmitir informações sobre suas funções ou serem controlados por outros dispositivos.

Além disso, os especialistas propõem continuar a automação de casas com a ajuda de robôs que podem assumir algumas das tarefas domésticas. No entanto, esses robôs quase sempre representam apenas projetos de pesquisa que não estão prontos para a execução autônoma de tarefas complexas devido às limitações do nível atual de tecnologia.

Um robô para o lar

Por isso, a Mira Robotics optou por uma abordagem diferente e decidiu criar um robô para ajudar a lavar roupas, que no primeiro estágio só executaria os comandos do operador, mas ao longo do tempo, graças aos dados acumulados, iria conseguir aprender a trabalhar.

O robô é montado em um dispositivo de altura variável em uma plataforma com rodas. O quadro pode mudar a altura do robô de 1,1 para 1,8 metros. O robô tem dois braços eletromecânicos e uma cabeça na qual uma câmera é instalada para o operador. Durante a operação, o operador pode mover livremente a plataforma com as rodas, alterar a altura do robô e controlar as duas mãos para agarrar elementos de até meio quilo.

Durante a demonstração do robô, os desenvolvedores mostraram um ciclo de trabalho completo: tirar uma toalha de uma máquina de lavar, pendurá-la em uma secadora e depois dobrar as roupas para guardar. Na demonstração, você pode ver como o robô é controlado. Durante a operação, o operador vê o vídeo da câmera no robô na frente dele e controla seu movimento usando dois controladores Oculus Touch, cujo movimento é monitorado por sensores visuais externos.

A empresa pretende usar esses robôs como parte de um serviço, que estará disponível por assinatura, cujo custo será de cerca de US$ 200. Supõe-se que o robô irá trabalhar e transmitir a imagem da câmera para o operador apenas no tempo que o proprietário da casa planejou.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.