Vamos continuar pensando um pouco sobre o que fazer para uma melhor adaptação ao novo ambiente do mercado de trabalho e ao perfil das profissões que vão aparecer em breve? E o interessante disso é que nem sabemos ainda como elas serão… É, a “Era da Informação” nos desafia a isto… Então, aí vão mais algumas sugestões, que também são bem válidas para os tempos atuais…

1 – Aprender, estudar, pensar…

Aqui trata-se de um caso de postura profissional: estar sempre atento ao que está acontecendo, às novas tecnologias e novos ambientes nos quais elas estão se manifestando; não aceitar nada como definitivo; estar sempre questionando como fazer algo de modo mais eficaz… E aí temos um problema: geralmente somos formados em instituições de ensino que nos entregam o conhecimento “pronto”, em pacotes independentes; e hoje tudo se interconecta e funciona integrado. Então, temos que aproveitar de nossa a formação os “tijolos básicos” que nos permitirão navegar com segurança nos novos tempos… E é na faculdade que temos que identificar estes “tijolos básicos” e neles se aprofundar.

Aliás, um comentário extra aos colegas que ainda estão estudando e se preparando para a prática da engenharia: estudem com afinco, principalmente o básico das disciplinas que forem oferecidas ou escolhidas, mas para aprender de verdade, e não só para obter boas notas; aproveitem todas as oportunidades que aparecerem para estabelecer contatos com pessoas de outras formações e culturas (e, se estiverem em uma universidade, com colegas de outras áreas de formação…), pratiquem atividades esportivas e comunitárias, liderem grupos, façam projetos além dos propostos pelos docentes, travem discussões produtivas com grupos de colegas, pratiquem a docência, se possível, em aulas de reforço ou monitoria, enfim vivam o ambiente acadêmico.  O mundo está aí para os que estão com mentalidade bem ampla e aberta, e isto pode ser muito bem praticado na fase de formação…

2 – Sempre preocupar-se em dar resultados, com eficácia…

Em tempos nos quais as coisas acontecem em grande velocidade, o sucesso está atrelado a resultados eficazes. Para conseguir isto, grandes ferramentas são o compartilhamento de informações, conforme já comentado, e o aprendizado contínuo.  Neste sentido, o estabelecimento de uma boa rede de relações, sempre no sentido “ganha-ganha”, é de fundamental importância. E isto também pode ser praticado na faculdade, para os que ainda estão se preparando para a carreira de engenharia.

Até a próxima, com mais algumas sugestões…

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Compartilhe:
Publicação anteriorSpaceX vai transportar pessoas a qualquer lugar da terra em menos de uma hora
Próxima publicaçãoTrezor da Renault é o carro elétrico do futuro

É graduado em Engenharia Elétrica (Instituto Nacional de Telecomunicações – INATEL), e pós-graduado em Docência do Ensino Superior em Educação. Foi professor, desde 1964, em diversos cursos técnicos, de engenharia, e de extensão, em diversas áreas técnicas, bem como em empreendedorismo e inovação. Também criou e coordenou diversas atividades ligadas ao desenvolvimento do empreendedorismo, no Inatel. Atualmente participa de programas de extensão e pesquisa ligados ao empreendedorismo, criatividade e inovação.