A Yamaha está desenvolvendo uma nova moto elétrica considerada pela empresa como a primeira dedicada ao motocross com motor equivalente aos de 250cc. A novidade é resultante de parceria da Yamaha com a Dohms (empresa que desenvolve soluções elétricas para motos), a SPIKE (fabricante de baterias) e a Royal Dutch Motorcyclists.

A nova moto faz parte do projeto EMX Powertrain, que tem como objetivo desenvolver veículos para motocross  movidos a motores elétricos.

O Mundial de Motociclismo ou Moto GP já conta com uma categoria de motos elétricas, e o motocross é o próximo a adotar tais motorizações.

O protótipo da nova moto elétrica da Yamaha tem como base o corpo do modelo Yamaha YZF250. A SPIKE entra com as baterias intercambiáveis, e a Dohms forneceu os demais componentes elétricos necessários.

O projeto já tem um ano e meio de desenvolvimento, e nasceu a partir de uma ideia do piloto de motocross Elmar Dohms, que alertou sobre como o barulho das motos estava prejudicando o esporte, gerando uma queda de públicos nos eventos. Além disso, o ruído e as restrições ambientais estimularam a busca por novas alternativas, e as motos elétricas se apresentaram como uma solução potencialmente e de forma viável.

A Yamaha vem demonstrando entusiasmo em apoiar um projeto desse porte, uma vez que entende que é importante impulsionar a evolução da tecnologia elétrica nos veículos.

Laboratórios da Yamaha onde a moto elétrica para motocross é desenvolvida. Foto: Reprodução/Yamaha