É, meus amigos, vamos iniciar, amanhã, a primeira semana completa de 2019! Fantástico! Uma historinha das antigas merece aqui ser contada… Quando eu era criança, esperava com grande ansiedade a chegada do ano 2000! Na minha imaginação, baseada em tantas histórias de ficção científica que lia, seria o ano no qual o futuro realmente chegaria, com todas as suas maravilhas! E devo agradecer por ter ido além deste ano, que para mim era um “marco de vida”, e ter visto tudo do que aconteceu depois dele – e, conforme minhas expectativas, o futuro chegou!

Chegou mesmo, e com pressa cada vez maior, com suas vantagens e problemas… Mas é assim mesmo! Li um dias destes que “novas tecnologias, nova sociedade” – e que verdade! Vimos isto com o advento da era industrial, da eletricidade e do computador – tudo mudou e começou a modernidade. Afinal, se a era industrial permitiu a conversão da energia humana em energia mecânica, com a máquina a vapor e a eletricidade, hoje estamos vivendo na era da energia mental repetitiva sendo substituída pelos computadores, inteligência artificial e robótica, permitindo-nos novos voos de nossa imaginação e criatividade…

É, agora, com estas tecnologias desruptivas atuando cada vez mais de modo significativo, tudo muda outra vez, e antigos paradigmas são questionados e batem de frente com novos! Por exemplo, nos empregos (que se iniciaram como consequência da era industrial), e nos ambientes de trabalho (também…): dos ambientes massacrantes das antigas fábricas, com horários abusivos, atualmente se fazem necessários ambientes de trabalho agradáveis, que fomentem o pensamento criativo, que, como se manifesta dentro de condições específicas, precisa de mais humanização dos referidos ambientes e de horários de trabalho mais flexíveis…

Também talvez seja a hora de nos rodearmos de pessoas bem interessantes e que gostem de “viajar na maionese”, e, se possível, representantes de diversas gerações – todas tem algo a colaborar, com sua diversidade de conhecimento e experiências. Aí as conversas passam ser estimulantes, e poderemos nos aprofundar em outros assuntos, além dos corriqueiros. E, quem sabe, poderemos ter novas ideias e aí acharmos novos caminhos! Outro bom negócio será termos em volta de nós pessoas realmente apaixonadas pelo que fazem – elas são um forte estímulo no sentido de também nos apaixonarmos pelos nossos sonhos, e então corrermos atrás deles! E, se você for gerente ou coordenador, aí estão boas dicas para a montagem de uma boa equipe!

E por falar em “viajar na maionese”, que tal viajar de vez em quando, deixando o celular descansando? Viajar pode ser uma das maiores fontes de inspiração e aprofundamento cultural! Vá a museus, encontros, exposições, e procure reunir-se com pessoas interessantes… Este “desligamento” do dia a dia é profundamente produtivo! E não seja daquelas pessoas que acham que trabalhar doze horas ou mais por dia é bom e bonito – já está comprovado que não é! Tire férias, curta seus finais de semana, adote um ‘hobby’…  Verá que sua produtividade aumentará!

Enfim, novas tecnologias, novos modos de vida! Procure e achará o seu próprio, desde que se desapegue dos paradigmas antigos, que cada vez mais poderão constituir fontes de problemas!

E um 2019 bem diferente, surpreendente, inovador, e de sucesso para você!

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.